Comportamento

Seu corpo não precisa ser perfeito – e esse termo nem deveria existir

| 1 de abril de 2019

Andei pensando sobre corpo. Como qualquer outra menina dos anos 90 (ou convenhamos, de qualquer outra época), eu cresci achando que o corpo perfeito era magro. Que bonito era sentar e a barriga não dobrar. Que doce só era permitido aos finais de semana. Refrigerante? Jamais, isso dá celulite! Já encarei dietas com vitamina de proteína, malhava todos os dias e cheguei a cortar da alimentação tudo que não era bem visto pelo suposto “ideal de corpo perfeito”. 

Mas as coisas mudam – ainda bem! A sociedade se transforma o tempo todo e, nessas de acompanhar as tendências, percebi que meu corpo não precisa ser perfeito. Na verdade, percebi que esse termo nem deveria existir. O que é perfeito, senão o padrão de beleza de décadas atrás? 

Quando sento, minha barriga pode dobrar – assim como pode ficar retinha. Posso comer doce todos os dias e optar por nunca me privar dos alimentos que gosto – assim como posso seguir uma alimentação super regrada e nunca comer besteiras. Posso tomar refrigerante sempre que der vontade – e daí se der celulite? 95% das mulheres têm e eu não sou diferente. 

Com isso em mente, separei textos incríveis que li na internet e abordam nossa relação com o próprio corpo. Você não precisa ser escrava de uma ideologia que prega a perfeição. Leia e faça bom uso!

Transformei meu corpo para caber em um vestido de noiva e não recomendo | Glamour Brasil

Ter um corpo perfeito não é tudo nessa vida | Superela

Quando entendi como amar meu corpo | Modices

Ir para Post

Comportamento

A vida me ensinou a ser feminista

| 20 de agosto de 2016

Eu não nasci feminista. Cresci achando que era errado usar roupa curta, sentar de perna aberta ou falar palavrão. Eu sou mulher, e mulher não podia fazer essas coisas.

Por muito tempo acreditei que a mulher tinha a função de cuidar dos filhos, cozinhar a janta e lavar as roupas. Rotulei uma mulher como vulgar apenas porque ela tinha vontade de ficar com um cara sem compromisso. Pensei que era normal os homens ficarem com várias mulheres ao mesmo tempo, enquanto a mulher devia ser unicamente de um. Pensei que os homens tinham habilidades a mais que as mulheres, por isso tinham todos os privilégios.

A vida me mostrou que eu estava errada. 

Esse texto foi escrito para o site Superela, no qual sou colaboradora! Ficou interessado em ler até o final? Clique aqui e confira o texto inteiro!

Ir para Post

Comportamento

Links #4: nós ainda precisamos do feminismo!

| 17 de março de 2016

Dia 8 de março foi o Dia Internacional das Mulheres. Ao redor do mundo, várias mulheres foram homenageadas, ganharam flores e tiveram um dia especial ao serem lembradas. Estou longe de desmerecer a homenagem – afinal, é o mínimo que deve ser feito – mas será que só isso basta?!

 
Eu nunca cheguei a abordar temas mais polêmicos por aqui. A discussão sobre o feminismo é longa e não vou me prolongar sobre isso… Mas, em compensação, separei 3 vídeos que bombaram e que representam essa constante luta de todas as mulheres.
 
A luta por igualdade não é algo recente. Nos últimos 100 anos, várias mulheres se destacaram batalhando por seus direitos e o vídeo mostra algumas delas.
 
O que você faria se te pedissem para bater em uma menina? A reação desses meninos comoveu a internet e resgatou um pouquinho de esperança em cada um de nós.
 
Jout Jout é a maior voz do feminismo no Brasil. Nesse vídeo, ela fala sobre relacionamentos abusivos. Aproveita e mostra pra sua amiga que tá precisando de uma ajudinha pra sair dessa =)

Ir para Post