Entretenimento | Moda | Vídeos

Livro: Marketing de Moda, da Harriet Posner!

| 14 de julho de 2017

O livro Marketing de Moda foi escrito pela Harriet Posner e reúne diversos conceitos do marketing aplicados às práticas da moda. A Editora Gustavo Gili Brasil mandou um exemplar aqui pra casa e nesse vídeo eu conto pra vocês o que achei do livro. Vamos lá?!

Ficou interessado? O livro está disponível no site da editora por R$149. Vale super o investimento! 

Clique aqui para comprar.

Ir para Post

Moda

SPFW TRANS N42: a semana de moda que trouxe mudanças

| 30 de outubro de 2016

A 42ª edição do São Paulo Fashion Week trouxe mudanças significativas para o mundo da moda e representou um momento de inovações na área. Dos dias 23 a 28 de outubro, mais de 20 marcas desfilaram suas coleções no Parque do Ibirapuera e em outros locais da cidade.

O anseio atual é por moda prática, rápida e de fácil acesso. Isso inspirou as semanas de moda a se adaptar ao cenário do momento, começando pelo SPFW. O conceito see now, buy now (leia mais sobre o assunto aquichegou para revolucionar o mercado e incentivar o consumo das peças logo após os desfiles.

Essa edição levava o nome trans, trazendo visibilidade para as modelos transexuais. Um exemplo dessa representação foi o desfile do estilista mineiro Ronaldo Fraga, que acabou tornando-se um verdadeiro manifesto social. Na passarela, ele colocou apenas mulheres transexuais, sendo que apenas uma era modelo profissional – Valentina Sampaio – e o restante foi selecionado pelo Instagram. As modelos usavam variações de um único vestido, o qual mudava apenas as estampas. “A história dessa coleção não está nas roupas e, sim, em quem as veste”, contou o estilista.

Outro destaque foi o desfile de Vitorino Campos, que se inspirou na arte do pintor francês Gustavo Coubert. O estilista apresentou uma coleção totalmente sem gênero, com peças que podem ser usadas tanto por homens, quanto por mulheres.

Por fim, não podemos esquecer da LAB. A marca dos rappersEmicida e Evandro Fióti foi, sem dúvidas, a que mais arrancou suspiros dessa temporada. 90% do casting era composto por modelos negros, mas João Pimenta, diretor criativo, conta que eles foram “buscando as necessidades das roupas e montando as pessoas. Depois que percebemos, pensamos o quão legal era aquilo”.

Entre as inovações que o desfile trouxe, Seu Jorge desfilando com uma saia longa plissada foi uma das mais interessantes. A plateia aplaudiu com gosto a diversidade dos modelos, que fugiam do padrão “alto e magro” que os desfiles sempre pregam. 

A 42ª edição do SPFW foi revolucionária e seguiu tendências que prometem mudar as semanas de moda ao redor do mundo. Ponto para o Brasil, que saiu na frente com essa inovação!

Ir para Post

Moda

15 looks masculinos para o dia a dia

| 26 de setembro de 2016

A moda masculina é pouco explorada pela maioria dos homens. Há pouca visibilidade para o tema quando acessamos sites e blogs, o que causa menor impacto quando comparado aos veículos de moda feminina.

Eu já cheguei a fazer alguns posts de moda masculina aqui no blog, mas acredito que as inspirações podiam ser um pouco fora da realidade dos homens. Pensando nisso, estou fotografando os looks do meu amigo Leo, que trabalha comigo e está sempre com produções diferentes. Do alternativo ao casual, Leo consegue misturar peças com diferentes propostas e atribuir uma nova personalidade ao look

Confira abaixo 15 looks que vão te inspirar: 

 

De onde você tira inspiração para escolher os looks que vai usar?

Depende muito. Eu já fui de correr atrás de inspiração na internet, mas acredito que hoje essa inspiração tenha se naturalizado. Acabou se tornando uma influência mais orgânica e sutil. Acredito que a verdadeira inspiração deva ser motivacional. Costumo dizer que música me inspira bastante na hora de me vestir, pois desperta uma vontade de estar bem esteticamente. Levo como inspiração, também, ícones da moda. Não abstraio muito de seus estilos em si, mas de suas atitudes, extravagâncias, versatilidades. Elke Maravilha e Maria Eugênia são duas pessoas que venero.

 Qual o primeiro passo na hora de pensar o look que você vai vestir?

Eu gosto muito de levar em consideração o meu humor. Sempre me questiono: como quero ser visto hoje? Como não tenho muito bem definido o meu estilo, isso me garante uma liberdade de expressão enorme. Após definir um norte, costumo construir looks a partir de uma peça que queira muito usar ou que não uso há algum tempo, e então finalizo o look com adereços penteados e fragrâncias que complementem a “persona” que criei para aquele dia.

 

Qual dica você dá para os homens que querem estar na moda, mas não podem investir muito em roupas novas?

A maior dica que posso dar é: visite lojas de departamento. Acredito que 50% do guarda-roupa deva ser constituído por peças básicas, variações de cor e diferentes lavagens. A essência vai estar no conjunto e não em peças isoladas. Principalmente para mim, que odeio pagar caro, a solução está em focar no simples e no barato. Outra dica seria trocar roupas com amigos ou até mesmo familiares. Muitos dos meus acessórios são peças que arranjei no armário do meu pai ou da minha amiga. Peço sem medo.

 

Como você faz para não repetir as roupas e sempre ter looks novos?

A verdade é que estou sempre repetindo, mas poucos percebem porque adapto as peças de modo que não remetam à última combinação que fiz. Mas ainda assim, tento ao máximo manter um ciclo regulado e não usar uma mesma peça na mesma semana, principalmente se ela for mais marcante.

Ir para Post

Moda

Os dreads de Marc Jacobs e a polêmica da apropriação cultural

| 21 de setembro de 2016

A semana de moda de NY – NYFW  acabou na quinta-feira, dia 15, com um desfile um tanto quanto polêmico. Marc Jacobs optou por desfilar sua coleção de primavera/verão 2017 com modelos brancas usando dreadsde lã multicoloridos. O visual das modelos foi criado pelo cabeleireiro Guido Palau, que teve como inspiração a diretora transexual Lana Wachowski, conhecida por sua direção em Matrix e Sense8.

A suposta criatividade do estilista foi incendiada nas redes sociais e recebeu diversas críticas por se tratar de apropriação cultural. O casting do desfile era formado praticamente por modelos brancas usando vários fios coloridos de algodão no cabelo, os quais se assemelhavam a dreadlocks. Entre o time de tops que desfilaram, estavam por lá Adriana Lima, Kendall Jenner, Gigi e Bella Hadid, Karlie Kloss, Irina Shayk e Jourdan Dunn.

“O mais interessante de Marc é como ele pega algo tão street e cru, e por causa da coloração do cabelo e da maquiagem, se torna um look completo”, explicou Guido, responsável pelo penteado das modelos, para a Harper’s Bazaar. 

Esse texto foi escrito para o site Superela, no qual sou colaboradora! Ficou interessado em ler até o final? Clique aqui e confira o texto inteiro!

Ir para Post

Moda

LOOK: vestido + tênis!

| 8 de setembro de 2016

Quando os dias esquentam aqui em SP, fica um pouco difícil achar a roupa certa para ir ao trabalho e faculdade. Como não posso usar shorts, tenho que optar por saias ou vestidos com um comprimento razoável.

Esses dias estava passeando pela Forever 21 e encontrei um vestido do estilo que tô curtindo usar: bem largo, como se fosse um blusão. Tive que levar e agora já virou xodózinho! O tênis também é novidade: estava doida atrás do Nike Roshe One e enfim encontrei! É bem confortável e combina com tudo.

Ir para Post