Comportamento

Por que eu escolhi cursar jornalismo?

| 30 de junho de 2016

Ir para Post

Comportamento

Eu fui, eu fiz

| 1 de maio de 2016

Eu queria escrever sobre o que tenho sentido nesses últimos dias. Não, meu blog não vai se tornar um diário com textos falando apenas sobre mim. Porém, como esse é meu cantinho, nada mais justo do que expressar meus sentimentos por aqui. 

Exatamente um ano atrás eu estava passando por uma fase muito difícil. Foram diversas mudanças e situações complicadas que muitas vezes me desmotivavam. Eu não queria acreditar que aquilo duraria para sempre. Sorte a minha que nada nessa vida é eterno…

Esse ano também começou com mudanças, mas dessa vez eu soube lidar. A gente aprende, né? E foi no meio desse turbilhão todo, desse ciclo entre o certo e incerto que eu percebi que existe um timing para tudo. Agora sei que quando as coisas não deram certo ano passado é porque realmente não deviam dar. Tive que esperar… E foi a melhor coisa que fiz. 

Nesses últimos meses tive a oportunidade de realizar diversos sonhos. Vocês que me acompanham em outras redes sociais ou são amigos próximos sabem disso. Nada foi fácil. Nada chegou de mão-beijada. Nesse “mundo de adultos” que agora faço parte, é preciso batalhar e correr atrás quando se quer algo. Eu fui. Eu fiz. 

Do fundo do meu coração, eu gostaria de agradecer à todos vocês. Ao meus colegas de trabalho, que formam uma verdadeira família. Aos meus amigos da faculdade, da escola, da vida. Aos meus pais, irmão, toda a minha família. Aos leitores do blog, que estão sempre por aqui. Queria também agradecer a mim mesma. No fim das contas, o que vale mesmo é o esforço depositado na busca pelos meus sonhos. Eu consegui, mas ainda tenho muitas outras coisas para alcançar pela frente…

Eu hesitei muito antes de publicar um texto pessoal por aqui. Gosto de me sentir próxima dos meus leitores, então sinto que uma nova fase está começando. Quero ver vocês sempre por aqui, acompanhando e crescendo comigo, pode ser?! =)

Ir para Post

Comportamento

Links #4: nós ainda precisamos do feminismo!

| 17 de março de 2016

Dia 8 de março foi o Dia Internacional das Mulheres. Ao redor do mundo, várias mulheres foram homenageadas, ganharam flores e tiveram um dia especial ao serem lembradas. Estou longe de desmerecer a homenagem – afinal, é o mínimo que deve ser feito – mas será que só isso basta?!

 
Eu nunca cheguei a abordar temas mais polêmicos por aqui. A discussão sobre o feminismo é longa e não vou me prolongar sobre isso… Mas, em compensação, separei 3 vídeos que bombaram e que representam essa constante luta de todas as mulheres.
 
A luta por igualdade não é algo recente. Nos últimos 100 anos, várias mulheres se destacaram batalhando por seus direitos e o vídeo mostra algumas delas.
 
O que você faria se te pedissem para bater em uma menina? A reação desses meninos comoveu a internet e resgatou um pouquinho de esperança em cada um de nós.
 
Jout Jout é a maior voz do feminismo no Brasil. Nesse vídeo, ela fala sobre relacionamentos abusivos. Aproveita e mostra pra sua amiga que tá precisando de uma ajudinha pra sair dessa =)

Ir para Post

Comportamento

Pequenos momentos, grandes lembranças…

| 6 de janeiro de 2014
O que faz o seu ano ser especial? Como podemos medir a felicidade que os momentos nos proporcionam? Você já reparou como algumas coisas pequenas podem fazer uma grande diferença na sua vida?Tendo essas perguntas em mente, decidi compartilhar com vocês uma ideia muito legal que achei no Instagram.. É a seguinte:
 
“No dia primeiro de Janeiro de 2014, pegue uma jarra ou um pote vazio de qualquer lugar da sua casa  e coloque no seu quarto. Toda vez que alguma coisa boa acontecer com você, não importa quão pequena seja, contanto que lhe tenha feito sorrir, escreva em um papel porque você está feliz, dobre-o e coloque na jarra. No último dia de 2014 esvazie sua jarra e veja quantos pequenos presentes a vida lhe deu!”
 
Achei a proposta MUITO legal mesmo! Temos sempre aquela mania boba de reclamar dos momentos ruins da vida e acabamos esquecendo aqueles que nos fizeram felizes, não importa por quanto tempo!

Ir para Post