Bráz Elettrica, a novidade da pizza paulistana

O estilo descontraído da Bráz Elettrica me conquistou de primeira. Antes mesmo da casa ser inaugurada em São Paulo, no fim de junho, eu já acompanhava os preparativos pelo Instagram e sabia que não demoraria muito pra conhecer a novidade da pizza paulistana.
Considerada como a irmã “moderninha” da Bráz, tradicional pizzaria que possui várias casas aqui em São Paulo, em Campinas e no Rio de Janeiro, a Bráz Elettrica abre suas portas trazendo um conceito totalmente novo para as pizzarias da capital. 
As pizzas são individuais e não há talheres. Como não há garçons, o pedido é feito no caixa e o cliente espera ser chamado para retirar sua pizza. Existem algumas mesas no piso superior, assim como balcões compartilhados no térreo. O clima informal é outro ponto positivo da casa. A música é boa e a decoração é inusitada, misturando elementos do rock, pop e, claro, da gastronomia.
O nome da casa foi inspirado no forno elétrico utilizado para assar as pizzas, fabricado artesanalmente em Nápoles. Em apenas 90 segundos, temos uma pizza leve, crocante e muito saborosa. Todas as receitas foram criadas por Anthony Falco, que já trabalhou em uma das principais pizzarias de Nova York e trouxe a pegada urbana e descontraída da cidade para suas criações.
Pedi a clássica margherita, que é feita com três queijos (búfala, mozzarella e grana padano), além de molho e manjericão. Estava deliciosa! Todas as pizzas custam entre R$25 e R$30 e são individuais, sendo perfeitas pra comer com a mão. Além disso, a casa também possui opções de entrada, salada e sobremesa, como o clássico tiramisù.
Quanto às bebidas, o grande destaque é a cerveja da casa. A Elettrica custa R$9 e foi encomendada para a microcervejaria Blondine. Sua produção é artesanal e foi criada especialmente para combinar com as pizzas, pois tem um sabor leve e amargor equilibrado.
Endereço: Rua dos Pinheiros, 220 – Pinheiros, São Paulo – SP
A Bráz Elettrica funciona todos os dias, inclusive no horário do almoço – quem disse que pizza é só no jantar, né? Provei e agora recomendo demais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *