Eu redescobri a leitura em 2019

Continue lendo

O que foi destaque no Blog da Bárbara em 2019

Continue lendo

A estreia no Viagem Estadão

Continue lendo

Neo Mint: como usar a cor de 2020

Continue lendo
Lifestyle

Eu redescobri a leitura em 2019

| 18 de janeiro de 2020

Incentivo à leitura foi algo que nunca faltou em casa. Desde pequena tive interesse por gibis, revistas e livros, e parte da minha paixão pela escrita deve ter vindo daí. Só que a gente cresce, começa a ficar mais tempo na escola, passa a ter mais compromissos e meu hábito de ler foi minguando. Deixei diminuir até chegar em um ponto em que eu não lia mais – só revistas, às vezes, bem esporadicamente.

Comecei a sentir falta desse costume que sempre foi tão genuíno lá pelo começo do ano. Fui reinserindo a leitura aos poucos, de forma que eu voltasse à rotina sem deixar pesar tanto. Aí peguei gosto de novo! Dá para acreditar que até série da Netflix eu recusei em troca de um bom livro? Vejo tantas opções e agora quero colocar em dia tudo o que perdi nesse últimos anos ‘por fora’. 

Neste ano em que redescobri a leitura, foram nove livros lidos. Achei uma quantidade boa para quem estava ‘enferrujada’ há tanto tempo e com uma rotina insana de faculdade + trabalho + tcc. A meta para 2020 é aumentar esse número e inserir a leitura cada vez mais na rotina 🙂

Aos que não dispensam uma boa indicação de livros, deixo aqui os nove que li em 2019. Todos estão hiperlinkados direto pra compra, caso tenham interesse. Boa leitura!

A rede de Alice

BICHA. Homofobia estrutural no futebol

A comida como cultura

Eu, travesti: Memórias de Luísa Marilac

Hospedaria de Imigrantes de São Paulo

E não sobrou nenhum

O diário de Anne Frank

O menino do pijama listrado

Toda Luz que não Podemos Ver

E você, o que leu de mais interessante neste ano? Deixe aqui sua indicação 🙂

Ir para Post

Blog

O que foi destaque no Blog da Bárbara em 2019

| 9 de janeiro de 2020

Mais um ano chegou ao fim e eu retorno aqui no blog para trazer nossa mini retrospectiva com os posts que se destacaram em 2019. Como sempre, as publicações sobre viagem foram a grande maioria, mas também abri espaço para mais novidades gastronômicas e alguns pingados de moda e beleza.

Todos esses temas, inclusive, são recorrentes no meu Instagram. Tento ser mais ativa por lá, então se você curte o conteúdo que faço por aqui, aproveita e me segue: @barbara_pereira.

Sem mais delongas, vamos aos destaques desse que foi nosso sexto ano de produção de conteúdo!

VIAGEM

A estreia no Viagem Estadão
Miami: o que fazer e onde comer na cidade litorânea mais famosa da Flórida
Cinco lugares para café da manhã na Europa
Wynwood Walls: um passeio pelos murais de arte de Miami
Bruxelas, o coração da Europa
Como entrei de graça nos pontos turísticos de Paris
O melhor fish&chips da Inglaterra fica em Bath
Onde comer em Paris
Meu roteiro na cidade luz: 4 dias em Paris
Um dia em Amsterdam: o que fazer e onde comer a melhor torta de maçã
Onde comer em Londres
Londres em 3 dias: o que fazer?
18 dias em 4 países: roteiro pela Inglaterra, Bélgica, Holanda e França

MODA

Look monocromático: 10 inspirações do clã Kardashian-Jenner
Rana Plaza e a indústria da moda: por que precisamos repensar nosso consumo?

MINHA COLUNA DÓI

No mundo da Lua
Cruze a linha de chegada

LIFESTYLE

Neo Mint: como usar a cor de 2020
10 ideias de decoração com lembranças de viagem

GASTRONOMIA

Le Bife: vale a pena ir ao restaurante do Jacquin?
3 séries incríveis para apaixonados por gastronomia

COMPORTAMENTO

Quais blogs eu ainda acompanho?
Seu corpo não precisa ser perfeito – e esse termo nem deveria existir

BELEZA

Como eu faço minha maquiagem de todos os dias?
3 maquiagens da Kylie Jenner para se inspirar
Maquiagem favorita com sombra rosa
Vale a pena fazer extensão de cílios?
#TesteDoBatom: Bruna Tavares e Pausa Para Feminices

Ir para Post

Viagens

A estreia no Viagem Estadão

| 5 de novembro de 2019

Eu sempre acreditei que o blog pudesse ser uma forma de me projetar para a carreira que eu sonho em ter. Ainda que não me trouxesse um emprego de fato, seria uma forma de aprimorar minha escrita e ampliar meu portfólio. Escrever sobre viagem sempre foi assim: a vontade de conhecer o mundo fez com que eu começasse a escrever sobre o tema por aqui.

Ao longo desses seis anos de blog, fui descobrindo que minha paixão por produzir conteúdo sobre viagens era mais que um hobby – eu adoraria levar isso adiante na minha profissão.

No dia 22 de outubro de 2019, eu estreei na editoria de Viagem do Estadão. Foi especial e por isso deixo aqui o primeiro parágrafo para vocês terem um gostinho dessa experiência que vivi e compartilhei com os leitores do jornal. Espero que gostem e que continuem a leitura no site 🙂

O turismo de aventura em Brotas é tão importante que a cidade é conhecida como “capital da aventura”. Entre as atividades oferecidas, uma das mais procuradas é o rafting, em que os participantes descem as corredeiras do rio em botes infláveis. A atividade pode parecer radical – e, de fato, é! – mas também pode ser praticada por aqueles que, como eu, não são tão aventureiros. Encarei o rafting em um pico de coragem. Com um leve medo de água e zero adepta a atividades radicais, mergulhei (literalmente) na aventura – e antecipo: foi uma das experiências mais incríveis que já vivi. 


Clique aqui para continuar lendo a reportagem

Ir para Post

Lifestyle

Neo Mint: como usar a cor de 2020

| 22 de outubro de 2019

Em meados do ano passado, a Pantone anunciou que a cor neo mint seria um dos grandes destaques para 2020. Segundo o WGSN, empresa especializada em análise de tendências, “2020 será o ano em que uma visão super-futurista se tornará realidade”. O foco em inovação e tecnologia, ainda de acordo com os especialistas, faz com que a cor neo mint – um verde pastel – seja uma aposta que capte a sensibilidade dessas mudanças.

O papo pode parecer meio subjetivo demais – e eu realmente acho que é rs – então por aqui me limito a adaptar essa tendência ao nosso cotidiano. Separei opções de roupas, acessórios e maquiagens, mas acho que o grande destaque dessa cor é na decoração. A seguir, confira esse turbilhão de ideias que poderão te inspirar a usar a cor que promete bombar em 2020.

Para mim, o grande lance do neo mint na decoração é poder apostar em uma cor sem ser vibrante demais. Acho lindo esse tom de verde, principalmente para mesclar com outras cores, como o rosa bebê. Fica leve e divertido, sem contar que combina com vários ambientes, do banheiro a cozinha.

Na moda, acho que a graça do neo mint é apostar no look total. A princípio pode parecer over, mas nos looks que selecionei é possível ter uma ideia de como a produção fica leve e jovial. Quem é mais ousado pode até arriscar no color blocking – nesse caso, uma boa ideia é mesclar tons pasteis, como o verde com o rosa, mesmo conceito da decoração, ou até mesmo o lilás, outra cor que vem se destacando no meio ultimamente.

Clique aqui para ler mais sobre LIFESTYLE

Ir para Post

Gastronomia

Le Bife: vale a pena ir ao restaurante do Jacquin?

| 14 de outubro de 2019

Será que os restaurantes dos Masterchefs merecem todo esse hype? Fui conhecer o Le Bife, cujo cardápio é assinado pelo chef Erick Jacquin, e aqui compartilho minha experiência.

Fomos ao restaurante com o guia Dois por Um, que já comentei aqui com vocês e expliquei como funciona. O guia dá direito a dois cortes de carne pelo preço de um. Eu fui de entrecôte premium black angus, mas há também filet mignon, fraldinha, filet mignon de cordeiro, bisteca de porco, salmão grelhado e escalope de frango korin. Independente do corte escolhido, ele será servido com um molho à sua escolha e vários acompanhamentos à vontade disponibilizados em formato de rodízio.

O entrecôte era muito bem servido e macio, estava perfeito! Entre os acompanhamentos, destaco as batatinhas fritas – crocantes, ótimas para acompanhar a carne. Há também opções como lasanha vegetariana, creme de espinafre e legumes assados.

De sobremesa, o petit gateau é tradicional e acompanha “assinatura” do chef, mas é pequeno. Sugiro que vá de creme brulèe, que não decepciona em nada com a casquinha quentinha em contraste com o creme gelado. 

E aí, valeu? Muito! Estava tudo delicioso. A conta facilmente alcança os 150 reais por pessoa, mas é um preço honesto pela qualidade entregue. Super recomendo!

Clique aqui para ler mais sobre GASTRONOMIA!

Ir para Post